O que é o Jin Shin Jyutsu?



JIN SHIN JYUTSU® pode ser traduzido literalmente como:

JYUTSU - Arte
SHIN - Criador
JIN - Homem de Conhecimento e Compaixão
(A Arte do Criador através do homem de conhecimento e compaixão)

JIN SHIN JYUTSU é a Arte de liberação das tensões, que são as causas de vários sintomas no corpo. Nossos corpos possuem diversos caminhos energéticos que nutrem a vida em todas as nossas células. Quando um ou mais destes caminhos é bloqueado, este efeito de barragem pode levar a desconfortos ou até à dor. Este bloqueio, ou estagnação, não irá apenas perturbar a área local, mas também continuará até desarmonizar o(s) caminho(s) completo(s) do fluxo da energia.

Através do Jin Shin Jyutsu, nossa consciência é despertada para o fato simples de que somos dotados da habilidade de nos harmonizarmos e nos equilibrarmos (estarmos em ritmo com o universo) física, mental e espiritualmente.

Jin Shin Jyutsu é uma arte e não uma técnica, pois uma técnica é uma aplicação prática - enquanto uma arte é uma hábil criação. Esta linda e simples Arte é nossa herança.


De acordo com registros escritos ancestrais que permanecem nos Arquivos do Palácio Imperial do Japão, o Jin Shin Jyutsu era amplamente conhecido antes do nascimento de Gautama (Buda, Índia), antes do nascimento de Moisés (registrado na Bíblia) e antes do Kojiki (Registro das Coisas Ancestrais - Japão, 712 d.C.). Jin Shin Jyutsu é uma parte inata da sabedoria humana - simplificando as complexidades da existência - e é verdadeiramente uma Arte de Viver.Jin Shin Jyutsu foi redescoberto pelo Mestre Jiro Murai no início do século XX. Sua aluna Mary Burmeister trouxe a Arte do Japão para os Estados Unidos na década de 1950. Os cursos de formação do Jin Shin Jyutsu são atualmente oferecidos pelos seguintes Instrutores: 

Anita Willoughby, Birgitta Meinhardt, Carlos Gutterres, Chus Arias, Cynthia Broshi, Ian Harris, Iole Lebensztajn, Jed Schwartz, Jennifer Holmes, Jill Marie Pasquinelli (Holden), Margareth Toshie Umeoka Serra, Michael Wenninger, Mona Harris, Muriel Carlton, Nathalie Max, Petra Elmendorff, Philomena Dooley, Sadaki Kato, Sara Harper, Susan Schwartz, Waltraud Riegger-Krause e Wayne Hackett.